quarta-feira, 22 de maio de 2013

Se eu fosse

Kaatje Vermeire      

  Se eu fosse feiticeira poderia enfeitiçar-me e conseguir voar. Poderia esticar a mão e acabar com a poluição. Poderia fazer chover comida e dinheiro para as pessoas viverem melhor e poderia voltar atrás no tempo e apanhar o candeeiro da minha avó que deixei cair quando tinha quatro anos. Partiu-se.
            Se eu fosse uma estrela brilharia toda a noite e olhava pelas pessoas. Brilharia mais que o sol até que explodiria definitivamente.
 Se eu fosse uma gota de água poderia cair no chão e formar uma poça, ou escorregar numa cascata. Poderia encher-me de sal e ai passaria a ser uma gota de água do mar.
         Se eu fosse uma máquina fotográfica poderia registar todos os momentos importantes de uma vida e guardá-los-ia como se fosse ouro.
            Se eu fosse uma guitarra, as pessoas poderiam tocar-me. Poderia dar um concerto ou ajudar uma criança a adormecer.
 Eu poderia ser muita coisa mas também gosto de ser como sou.

Inês Freire, 6ºG

Sem comentários:

Enviar um comentário