quinta-feira, 30 de outubro de 2014

«Todos Juntos Podemos Ler» ou «Nós na BE, porque ler faz a diferença»

          O projeto da nossa biblioteca, do ano letivo passado, denominado de «Biblioteca de Todas as Cores», que teve como principal objetivo enquadrar os alunos e os professores de educação especial, nos trabalhos da biblioteca escolar, ganha, este ano letivo, um novo ânimo, no âmbito da nossa candidatura, bem-sucedida, ao projeto nacional «Todos Juntos Podemos Ler». Esta proposta de cariz nacional, financiada, é fruto de uma parceria entre a RBE (Rede de Bibliotecas Escolares), o PNL (Plano Nacional de Leitura) e a Direção de Serviços da Educação Especial e Apoios Socioeducativos.

         Apresentamos o nosso trabalho com o título «Nós na BE, porque ler faz a diferença». A matriz do projeto resume-se na criação de bibliotecas inclusivas, capazes de proporcionar oportunidades de leitura para todos os alunos. É isto que pretendemos fazer, ao longo de dois anos, de forma transversal, em todas as bibliotecas escolares do nosso Agrupamento: adaptar o espaço, a coleção e as leituras aos nossos utilizadores de educação especial, sob a máxima da inclusão.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Atreve-te na diferença


A lâmpada-livro


O livro e a luz


Antecipando 2015, Ano Internacional da Luz




            O Ano Internacional da Luz será celebrado em 2015 por decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas em reconhecimento da importância das tecnologias associadas à luz na promoção do desenvolvimento sustentável e na busca de soluções para os desafios globais nos campos da energia, educação, agricultura e saúde.
           Ao longo do ano  realizar-se-ão atividades em diversos países, dirigidas a um público amplo e diversificado. A cerimónia de abertura terá lugar em Paris, nos dias 19 e 20 de janeiro.

Uma semana depois


quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Relembrando: 2014, Ano Internacional da Agricultura Familiar

         «A Assembleia das Nações Unidas proclamou 2014 Ano Internacional da Agricultura Familiar. A agricultura familiar é uma forma de garantir a produção agrícola e silvícola, assim como a pesca, o pastoreio e a agricultura, gerida e dirigida por uma família que na sua maior parte depende da mão de obra familiar não assalariada, tanto de mulheres como de homens. A família e a exploração estão vinculadas, coevoluem e combinam funções económicas, ambientais, reprodutivas, sociais e culturais.


          A UNESCO visa a aumentar a visibilidade da agricultura familiar e dos pequenos agricultores, focalizando a atenção mundial no importante papel na erradicação da fome e pobreza, provisão de segurança alimentar e nutricional, melhora dos meios de subsistência, gestão dos recursos naturais, proteção do meio ambiente e para o desenvolvimento sustentável, particularmente nas áreas rurais. 

Acompanhando as obras da escola


segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Comemoração do Dia da Paralisia Cerebral

          A data celebrou-se pela primeira vez em Portugal em 2013. Esta data visa desmistificar alguns preconceitos relacionados com a paralisia cerebral e mostrar à sociedade os problemas e desafios que sofrem diariamente as pessoas com paralisia cerebral, assim como as suas famílias.
          A paralisia cerebral é a doença motora mais frequente nas crianças e assume diferentes tipos de gravidade de pessoa para pessoa. Em cada 1000 crianças que nascem, 2 podem sofrer de paralisia cerebral.


           
        O dia 20 de Outubro passará, a partir deste ano, a ser reconhecido oficialmente como o Dia Nacional da Paralisia Cerebral (Resolução da Assembleia da República nº.27/2014).
          Será sem dúvida um dia especial para os mais de 20.000 cidadãos portugueses com PC e respectivas famílias, que diariamente se vêem confrontados com os mais diversos problemas.
        
  APCE
          
Missão: «Executar, no âmbito da respectiva área geográfica as tarefas inerentes à Associação, nomeadamente prestar serviços de qualidade nas áreas da reabilitação, formação e de apoio à infância e juventude, promovendo autonomia, integração e qualidade de vida das pessoas com Paralisia Cerebral e situações neurológicas afins numa lógica de cuidados globais e integrados ao longo de toda a sua vida e em cooperação activa com as famílias e os associados. 

Promover o desenvolvimento pessoal e social da criança e do jovem com base em experiências de vida democrática numa perspectiva de educação para a cidadania e fomento da inserção da criança e do jovem em grupos sociais diversos, no respeito pela pluralidade das culturas, favorecendo uma progressiva consciência como membro da sociedade e estimular o desenvolvimento global da criança e do jovem no respeito pelas suas características individuais, incutindo comportamentos que favoreçam aprendizagens significativas e diferenciadas.

Por fim, promover a reflexão científica sobre as práticas desenvolvidas e sua divulgação.»

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

ENCONTROS COM ESCRITORES

     Olá a tod@s, amig@s da nossa BE! 
     Dando início à atividade ENCONTROS COM ESCRITORES, é com enorme prazer que publicamos imagens do encontro com o nosso amigo e colega Jorge Branquinho, que a Dom Pepe Livraria (Évora- Portugal) promoveu. Uma visita ao contrário, editada pela Chiado Editora, estimula a expetativa da criançada sobre a página seguinte. Um livro a ser explorado e recriado pela imaginação das crianças. 
     Parabéns, Jorge!






Um ano de BE em fotografias

Um ano de BE em fotografias (continuação)