terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Todos juntos, de Évora à Guiné, a primeira história

A amizade

 Era uma vez, numa escola, uma rã e um hipopótamo que eram os melhores amigos mas havia um leão que tinha inveja da rã, portanto fazia de tudo para os separar. Quando tocou para a saída, a rã e o hipopótamo despediram-se um do outro e foi cada um para sua casa. Passadas três horas, o leão feito matreiro enviou uma carta para os dois amigos em nome deles próprios que dizia o seguinte:
            - Encontramo-nos no charco das borboletas! Espero-te lá.
        Enquanto os amigos iam a caminho, o leão preparava uma armadilha para a rã. Quando esta chegou, caiu dentro de um buraco que estava tapado com um tapete de folhas. O leão apareceu e deixou o seguinte aviso:
            - Se voltas a aproximar-te do hipopótamo, sofres as consequências. Passado algum tempo o hipopótamo apareceu e o leão, fingindo que não sabia de nada, perguntou-lhe:
            - O que estás aqui a fazer? Onde está a tua amiga rã?
      - Não sei, combinamos encontrarmo-nos aqui! - exclamou o hipopótamo - Normalmente eu é que me atraso.
            Já de noite, a rã teve uma ideia iria inchar até flutuar para fora do buraco, e assim o fez. Foi para casa muito triste e assustada, nem sequer conseguiu dormir.
            No dia seguinte foram os dois para a escola, e o hipopótamo sempre tentando falar com a rã, mas ela evitava-o, por causa do aviso do leão.
O professor veado notou a distância entre a rã e o hipopótamo e decidiu falar com ela e fez-lhe uma pergunta:
- Porque andas a ignorar o hipopótamo? Não eram os melhores amigos?
- Éramos, mas isso foi antes do aviso do leão!
- Então e que aviso foi esse?-perguntou o professor com curiosidade.
E ela com muito medo de ser apanhada pelo leão confessou tudo. O professor chamou o hipopótamo para falar com ela.
- Hipopótamo, por acaso sabes porque é que a rã está assim tão chateada?
- Não, professor, não sei! - exclamou ele um pouco assustado. - Na verdade ela não me dirige uma palavra.
- Então vou deixar-vos a sós para conversarem sobre o assunto.
- Rã, … mas afinal o que é que se passa?
- É que o leão fez uma armadilha e eu caí nela, depois ameaçou-me.
- E que ameaça foi essa?
- Se me aproximasse, novamente, de ti sofria as consequências.
- Não acredito! Vamos falar com ele para resolver a situação.
Lá foram eles falar com o leão. Depois disso o leão aprendeu a lição e ficaram os três amigos, sem zangas nem invejas.

Os ciúmes e a inveja são coisas que não vencem o valor de uma amizade.

5ºC
Catarina Barbas
Diogo Silvério
Diogo Noronha
Maria Margarida Marujo
Marta Rosado
Sofia Bortoli

Sem comentários:

Enviar um comentário