sexta-feira, 17 de maio de 2013

Cartas de amor... Teresa Bilo



Évora 26/04/13
            Carlota, minha bela flor:

            Estou a escrever porque te amo e não consigo estar longe de ti. Onde quer que eu vá, oiço a tua voz doce que parece a luz no meio da escuridão, quando olho para o mar vejo os teus olhos na linha do horizonte.
            Que saudades tenho de olhar para o teu cabelo ao vento e de te abraçar. Quando não estás comigo fico perdido, mas quando estás a meu lado iluminas-me o caminho para a felicidade.
            Sem ti minha alma morre de desgosto sem ter outro caminho a traçar. Por favor, volta para mim, não me deixes abandonado nesta escuridão sem fim, pois só tu és a minha alegria e ninguém te poderá substituir.
            Não sou nada sem ti, nem irei ser se não voltares para mim. Só tu és a alegria, o amor, a felicidade, a luz, o mar, a terra e todo o universo. Por favor volta e não me deixes abandonado,
João
Moa Hoff

Sem comentários:

Enviar um comentário